Richard Gasquet entrou a perder no primeiro set frente a Albert Ramos, nas meias-finais do Estoril Open, mas acabou por qualificar-se para a final com dois sets arrancados a ferros.

No Court Central do Jamor, o tenista francês teve de lutar muito para levar de vencido Albert Ramos. O espanhol cilindrou no primeiro set por 6-2 mas estava destinado um regresso de Gasquet a uma final do Estoril Open, depois de ter perdido em 2007 para o atual número 1 do mundo Novak Djokovic.

«Estou muito contente por ser finalista. A minha última final foi há três anos por isso é muito bom estar de novo numa final, mas agora é preciso vencer o último jogo. Vai ser duro, vai ser um jogo aberto mas estou contente de chegar a este nível», começou por dizer Richard Gasquet em conferência de imprensa.

O tenista gaulês reconheceu que entrou mal no jogo frente a Ramos e que só no segundo set recuperou confiança.

«Comecei a perder o jogo no primeiro set mas acabei por recuperar a confiança e a dar mais luta e consegui encontrar caminho para vencer o segundo set e depois houve uma grande disputa no terceiro set», analisou Gasquet.

Sobre o adversário, Gasquet teceu muitos elogios a Albert Ramos e confessou que ficou muito desgastado fisicamente para final.

«Tive de lutar muito porque o Ramos joga muito bem e falha pouco o que tornou o jogo muito desgastante fisicamente»

Na final, Richard Gasquet vai defrontar Juan Martin Del Potro ou Stanislas Wawrinka. O francês reconhece que é uma situação de “venha o diabo e escolha” quando confrontado com a questão de quem preferia defrontar na final.

«Ambos são grandes tenistas. O Del Potro está no top 10 e o Wawrinka está no top 20 por isso, têm grande qualidade. Mas é uma final e não tenho nada a perder e vou tentar desfrutar e jogar o meu jogo», sentenciou o francês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.