Frederico Gil, que cedeu pelos parciais de 6-4, 6-1 e 6-4, reconheceu que é capaz “de mais”, mas sublinhou que fez “toda a diferença” não ter estado confiante nos pontos importantes.

“Entrei muito bem, mas faltou-me consistência nos jogos de serviço. Houve uma fase muito importante, no final do primeiro ‘set’ e início do segundo, em que ele jogou melhor. Sei que posso fazer melhor”, referiu Gil, citado pela sua assessoria de imprensa.

Gil está também no torneio de pares de Wimbledon e irá jogar ao lado do espanhol Ruben Ramirez Hidalgo. O par ibérico defronta na ronda inaugural a sexta dupla pré-designada, formada pelo francês Michael Llodra e o sérvio Nenad Zimonjic.

Na próxima semana, Gil participa no “Challenger” de Braunschweig, na Alemanha, antes de integrar a selecção de Portugal, para a segunda eliminatória da Taça Davis, na Suíça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.