Frederico Gil (83.º do ranking mundial) passou ao quadro principal do Torneio de Monte Carlo, depois de ultrapassar as duas rondas da fase de qualificação, cedendo somente seis jogos. Na segunda e última ronda do qualifying, o número um português venceu o italiano Flavio Cipolla (159.º), por 6-1, 6-3, em 77 minutos. Há seis anos, Gil tinha ganho o único duelo anterior, no future de Catânia, então em três sets: 7-6, 3-6 e 6-3.

«Foi mais difícil do que parece pois ele é um adversário duro, utiliza muito o ‘slice’, sabe contra-atacar, não dá ritmo e já na última vez tinha sido difícil. Mas eu soube aproveitar as oportunidades que tive e fiz um jogo muito bom: sólido, a responder muito bem, a aproveitar as bolas mais curtas e a construir pacientemente os pontos. Tenho vindo a trabalhar muito nas entradas em cada set, são momentos muito importantes, que podem fazer a diferença e estou muito melhor nesse aspecto», frisou Gil, que terá, como possíveis primeiros adversários no quadro principal, Marin Cilic (15.º cabeça de série), Jarkko Nieminen, Guillermo Garcia-Lopez, Juan Ignacio Chela, Sergiy Stakhovsky, Victor Hanescu ou Potito Starace.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.