O tenista australiano Lleyton Hewitt despediu-se hoje definitivamente de Wimbledon com uma longa batalha, que acabou com o triunfo do finlandês Jarkko Nieminen, por 3-6, 6-3, 4-6, 6-0 e 11-9.

A primeira paragem da ‘digressão’ de despedida do antigo número um mundial, de 34 anos, teve um final infeliz, com o antigo campeão do torneio inglês do ‘Grand Slam’ a sair derrotado na primeira ronda, depois de um encontro duríssimo de quatro horas, no qual salvou três ‘match-points’.

O australiano, atual 118.º do 'ranking', mereceu uma ovação de pé da plateia, que lotou o ‘court’ 2 do All England Club.

Hewitt escolheu Wimbledon, que disputou em 17 ocasiões, para iniciar a sua despedida, uma vez que venceu o torneio londrino em 2002. O seu percurso de adeus aos ‘courts’ vai terminar no próximo Open da Austrália.

Nieminen segue em frente para defrontar o número um mundial, o sérvio Novak Djokovic na segunda ronda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.