O tenista português João Sousa cancelou a semana de treino que estava agendada com o russo Daniil Medvedev, número cinco mundial, em França, por ainda não estar totalmente recuperado da fratura de esforço no pé esquerdo.

"Ainda não estou a 100 por cento. Temos vindo a fazer um bom trabalho de recuperação, mas tem sido uma lesão um bocadinho mais complicada do que estávamos à espera e não tem sido fácil. Estamos, ainda assim, no bom caminho e espero dentro de duas a três semanas já estar a 100 por cento", contou à agência Lusa o vimaranense.

Tendo em conta que as quatro a cinco semanas inicialmente previstas não foram suficientes para debelar a mazela, que o obrigou a dar por terminada precocemente a temporada em outubro último, João Sousa optou por desistir de parte da pré-temporada com Medvedev e o moldavo Radu Albot, em Cannes.

"Devido a esta lesão que se arrastou um bocadinho mais do que estávamos à espera, acabámos por cancelar a semana que tínhamos prevista para treinar com o Daniil Medvedev. Ficou sem efeito, uma vez que vamos dar prioridade à cura desta lesão para estar a 100 por cento", explicou o minhoto e número 60 da hierarquia ATP.

Apesar de algumas limitações, como revela, o número um nacional já deu início à pré-temporada em Barcelona e garante estar "tranquilo" e confiante para fazer uma boa preparação para a próxima época.

"Ainda estou um pouco condicionado devido a esta lesão, mas o trabalho físico tem sido feito da melhor maneira. Temos feito algum trabalho de ténis, embora não seja exatamente o que já desejávamos estar a fazer, mas estamos tranquilos em relação à pré-temporada, porque temos feito um bom trabalho e vai acabar por correr tudo bem", assumiu Sousa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.