O espanhol Rafael Nadal, quarto cabeça de série, e o norte-americano John Isner qualificaram-se no sábado para a final do Masters 1.000 de Cincinatti, nos Estados Unidos.

Nadal, que nos “quartos” havia batido o suíço Roger Federer, superou Tomas Berdych, sexto pré-designado, em dois “sets”, pelos parciais de 7-5 e 7-6 (7-4), somando o 15.º triunfo em 18 embates face ao jogador checo, em duas horas e oito minutos.

O tenista espanhol está, assim, pela primeira vez na final de Cincinatti, onde vai procurar o nono título do ano, naquela que será a sua 11.ª final.

Na final, Nadal vai defrontar o “gigante” John Isner, que derrotou o argentino Juan Martin Del Potro, sétimo cabeça de série, em três “sets”, pelos parciais de 6-7 (5-7), 7-6 (11-9) e 6-3, depois de ter enfrentado um “match point”.

Nos anteriores três encontros, Nadal venceu sempre, mas na última vez, na edição 2011 de Roland Garros, necessitou de cinco “sets” para superar o norte-americano e o seu temível serviço.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.