Frederico Gil apresentou-se bem-disposto na conferência de imprensa que se seguiu à eliminação desta edição do Estoril Open.

«Não é o fim da vida, era mais um torneio no calendário. As expectativas eram altas e sabia que não ia ser fácil. Nunca me senti tão bem», disse em conferência de imprensa realizada após o encontro que perdeu para Fernando Verdasco (6-1 e 7-6).

Depois de nesta quarta-feira referir que era «muito perigoso em casa», Frederico Gil assumiu hoje que o nível do espanhol ainda é bastante elevado.

«Fernando Verdasco entrou muito bem, com ritmo muito forte, intensidade de jogo alta tenho de lhe dar os parabéns. Não fico triste porque o que aconteceu foi que o meu nível médio ainda não é dele», explicou.

De cada vez que pontuava, os aplausos davam para ouvir bem de fora do court central do Jamor, mostrando o apoio incondicional dos portugueses ao seu compatriota.

«A loucura é boa para que possamos jogar mais vezes em Portugal. Era bom que existisse mais torneios e mais jogos. Tem sido uma aprendizagem. Há que levantar a cabeça e continuar», sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.