“Lamento não poder viajar para Madrid este ano e estar com todos os meus fãs. Já passaram dois anos” afirmou Djokovic, ao comunicar a desistência, referindo-se à última edição do torneio disputada em 2019.

O tenista sérvio regressaria aos ‘courts’ na capital espanhola, depois de ter sido eliminado há uma semana em ‘casa’ pelo russo Aslan Karatsev (28.º ATP), nas meias-finais do ATP 250 de Belgrado, e após a derrota imposta pelo britânico Daniel Evans (26.º) na terceira ronda do Masters 1.000 de Monte Carlo.

Graças à retirada de Djokovic, que espera “regressar no próximo ano”, o espanhol Rafael Nadal será o primeiro cabeça de série da prova e o russo Daniil Medvedev o segundo pré-designado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.