Mardy Fish chegou a Miami como 15.º mundial, a sua melhor classificação de sempre, mas vai sair deste torneio Masters 1000 com um estatuto ainda mais elevado.

«Não penso que alguma vez sinta que sou o melhor norte-americano. Andy tem tido uma carreira muito boa e tem sido sempre o melhor jogador da nossa geração», lembrou Fish que, no entanto, tem ambições maiores.

«O top 10 é um objectivo que persigo e vou trabalhar o máximo para lá chegar», garantiu o norte-americano. Roddick diminuído por uma infecção respiratória, foi eliminado na sua estreia diante do modesto uruguaio Pablo Cuevas.

Nas meias-finais, Fish defronta o vencedor do duelo entre o sérvio Novak Djokovic, invencível nos 21 encontros que já disputou este ano, e o sul-africano Kevin Anderson.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.