Os tenistas portugueses Gonçalo Oliveira e Tiago Cação travaram hoje longos duelos rumo aos quartos de final do Oeiras Open II, segundo torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, que está a decorrer no Complexo Desportivo do Jamor.

Oliveira, 296.º colocado no ‘ranking’ ATP, precisou de três ‘sets’ para conseguir superar o favorito e primeiro cabeça de série alemão, Oscar Otte, pelos parciais de 6-4, 4-6 e 6-3, ao fim de duas horas e meia de encontro.

Depois de conquistar o primeiro parcial e salvar seis ‘set points’, Oliveira não foi, contudo, capaz de evitar a derradeira partida, que venceu ao quebrar Otte por duas vezes, no terceiro (2-1) e nono jogos (6-3) para assegurar a continuidade em prova.

Graças ao triunfo, o jogador natural do Porto garantiu a qualificação para os quartos de final e um encontro com o compatriota Tiago Cação, um desafio que será disputado sexta-feira no Centralito do Jamor.

Tal como Oliveira, Cação, número 551.º da hierarquia mundial, também precisou de três partidas para derrotar o germânico Mischa Zverev, antigo 25.º classificado no ‘ranking’ ATP e atual 280.º colocado, com os parciais de 6-3, 1-6 e 7-6 (8-6), ao cabo de duas horas e 33 minutos.

O jovem tenista do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis, de 23 anos, vai voltar a disputar assim pela segunda semana consecutiva, e segunda vez na carreira, os quartos de final de um torneio ‘challenger’, depois de ter selado a vitória ante o irmão mais velho de Alexander Zverev (6.º ATP) ao sétimo ‘match’ point.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.