A organização do Open da Austrália em ténis vai distribuir 50 milhões de dólares australianos (cerca de 34,8 milhões de euros) em prémios monetários na próxima edição, entre 16 e 29 de janeiro.

O novo valor representa um reforço de 14 por cento comparativamente ao ano passado, com a organização do primeiro ‘Grand Slam’ do ano a canalizar 3,7 milhões de dólares australianos (3,5 milhões de euros) aos vencedores dos quadros masculino e feminino de singulares.

Os derrotados na primeira ronda levarão para casa 50 mil dólares australianos (34.880 euros).

“Estamos empenhados em reforçar os prémios e garantir que todos os jogadores sejam devidamente recompensados”, explicou o diretor do Open da Austrália, Craig Tiley.

O Open dos Estados Unidos, que fecha o ‘circuito’ de quatro ‘Grand Slams’, continua a ser o ‘major’ com o mais alto valor em prémios monetários, distribuindo 46,3 milhões de dólares (44,5 milhões de euros).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.