O Open da Austrália em ténis vai realizar-se entre 08 e 21 de fevereiro do próximo ano, anunciou hoje a ATP.

A ATP confirmou o adiamento do torneio, previsto para arrancar em 18 de janeiro, devido às restrições sanitárias impostas por causa da pandemia da covid-19.

A fase de qualificação masculina vai decorrer entre 10 e 13 de janeiro, em Doha, no Qatar.

Depois desta fase, os jogadores qualificados e as respetivas equipas de apoio seguem para a Austrália, onde vão efetuar uma quarentena obrigatória de 14 dias, acrescentou.

A ATP não adiantou qualquer informação em relação às qualificações femininas.

"A saúde e a segurança serão essenciais enquanto enfrentamos os desafios perante nós", disse o presidente da ATP, Andrea Gaudenzi, ao mesmo tempo que agradeceu a todos implicados na organização.

O sérvio Novak Djokovic vai lutar pelo nono título australien, depois de ter vencido, na final, em fevereiro, o austríaco Dominic Thiem.

A norte-americana Sofia Kenin vai defender o título conquistado em fevereiro, perante a espanhola Garbine Muguruza.

O responsável do Open da Austrália, Craig Tiley, indicou que entre 25 e 50% dos lugares nas tribunas estariam abertos ao público.

Com 25 milhões de habitantes, a Austrália registou 900 mortos e 28 mil casos de covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.636.687 mortos resultantes de mais de 73,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.