O Supremo Tribunal de Pretoria rejeitou hoje o pedido de recurso do antigo tenista Bob Hewitt, que foi considerado culpado de agressão sexual e violação de jovens jogadoras que treinou nas duas últimas décadas do século passado.

Hewitt, que venceu 15 títulos do ‘Grand Slam’ nas categorias de pares e pares mistos, entre 1961 e 1979, não foi autorizado a recorrer da condenação, mas poderá apresentar recurso da sentença de seis anos de prisão.

O juiz Bert Bam ressalvou, inclusive, a idade avançado de Hewitt – que já completou 75 anos – e o estado de saúde débil do antigo tenista, que nasceu na Austrália, mas viveu grande parte da sua vida na África do Sul.

Hewitt foi condenado em março, na sequência das acusações de violação denunciadas em 2013 por três mulheres que foram suas alunas, mas as tentativas de recurso interpostas pelos seus advogados evitaram que tivesse ainda sido preso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.