A seleção nacional feminina de ténis vai defrontar na terça-feira o Egito com o objetivo de tentar garantir a manutenção no Grupo II da Zona Europa/África da Fed Cup, que vai decorrer até 7 de fevereiro.

"Penso que a seleção do Egito parte como favorita do grupo, pois tem jogadoras com melhor ‘ranking'. Será a primeira equipa a defrontar amanhã [terça-feira]", avalia Neuza Silva, capitã da formação nacional, avançando que a "manutenção é objetivo, mas tudo pode acontecer."

Portugal, de acordo com o sorteio efetuado hoje, vai discutir os dois primeiros lugares do grupo B, que dão acesso ao ‘play-off' de promoção, com o Egito, Dinamarca e Finlândia.

"As outras equipas, na minha opinião, estão mais equilibradas. Estamos preparadas para começar os encontros", assegura, manifestando o desejo de ver a equipa "produzir o melhor ténis possível, defender as cores de Portugal e deixar tudo em campo."

Além de garantir que "tudo será feito para ganhar todos os encontros", Neuza Silva conta que Francisca Jorge, Inês Murta, Maria Inês Fonte e Matilde Jorge "estão preparadas e com saúde para entrar em campo" e discutir a eliminatória, que será disputada por um singular entre as segundas melhores tenistas de cada país, seguido do encontro entre as número um e por fim o desafio de pares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.