A tenista norte-americana Serena Williams, acusada de ter «abusado verbalmente» da árbitra de cadeira numa decisão do US Open, foi multada em 2000 dólares (cerca de 1500 euros).

A mais nova das irmãs Williams, tricampeã do Grand Slam nova-iorquino, foi derrotada, no passado domingo, em dois sets pela australiana Samantha Stosur, pelos parciais de 6-2 e 6-3, em apenas 1 hora e 13 minutos nas meias-finais do torneio.

Além da multa, a americana poderia ter levado uma suspensão, já que foi punida pelo mesmo motivo e recebeu outra multa, de 82.500 dólares (cerca de 60.000 euros), em 2009, mas o comité do Grand Slam não considerou o comportamento da tenista como uma «ofensa grave» no encontro que ditou a sua derrota.

O episódio começou quando Williams gritou "C´Mon" (expresão utilizada pelos atletas quando, geralmente, vencem um ponto) após bater uma paralela enquanto o ponto nem tinha terminado. A árbitra considerou isso como uma «ação intencional» para desconcentrar a sua adversária e resolveu dar o ponto a Stosur.

Revoltada, Serena discutiu durante mais de dois minutos com a árbitra e continuou a reclamar em voz alta durante o jogo seguinte.

Esta multa não deve afetar muito a americana, que faturou 1,4 milhão de dólares (cerca de 1 milhão de euros) este ano no US Open.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.