Após a mudança de data do Open da Austrália (8 a 21 de fevereiro), o organismo que dirige o circuito de ténis profissional masculino (ATP) divulgou esta terça-feira o seu calendário para o primeiro trimestre de 2021, onde não aparece o tradicional Masters 1000 do ano em Indian Wells, que foi adiado.

A agenda de eventos desses primeiros três meses não é como a dos outros anos, devido aos efeitos da pandemia de COVID-19.

O primeiro ATP 500 de 2021 será em RotterdãO (Holanda) de 27 de fevereiro a 7 de março e o primeiro Masters 1000 em Miami (Estados Unidos), de 22 de março a 4 de abril.

A pandemia já causou o adiamento ou cancelamento de vários torneios em 2020, incluindo Wimbledon.

Para começar, o Australian Open, o primeiro Grand Slam anual, terá início três semanas após a data normal de início.

Logo após a competição em Melbourne, serão disputados dois torneios ATP 250 em Córdoba (Argentina, 20 a 28 de fevereiro) e Montpellier (21 a 28 de fevereiro), na semana anterior ao ATP 500 em Rotterdão.

Em março acontecerão os eventos ATP 250 em Doha, Santiago e Marselha, bem como os eventos ATP 500 em Acapulco e Dubai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.