Rafa Nadal, Roger Federer e Novak Djokovic não tiveram problemas para atingir os quartos-de-final do Sony Ericsson Open, confirmando em Miami que são os três melhores jogadores da actualidade no circuito masculino.

Djokovic mantém-se imbatível em 2011, e, ontem, somou a 21.ª vitória, às custas do também sérvio e amigo Viktor Troicki, com os parciais de 6-3, 6-2. Nos últimos 30 anos, apenas dois jogadores fizeram melhor que o sérvio no início de uma época: John McEnroe (39 vitórias consecutivas, em 1984) e Ivan Lendl (25 vitórias, em 1986). Na próxima ronda, o número dois do ranking defronta um dos grandes servidores do circuito, o sul-africano Kevin Anderson, com quem perdeu em Miami, há três anos.

Após a interrupção causada pela chuva que visitou Miami, Federer foi para o court mas não se demorou mais que 52 minutos, tempo suficiente para eliminar o belga Olivier Rochus: 6-3, 6-1. Amanhã, o suíço discute com Gilles Simon um lugar nas meias-finais, onde se espera que encontre Nadal.

O líder do ranking ATP também não chegou a gastar uma hora do seu tempo, para ultrapassar, por 6-1, 6-2, o ucraniano Alexandr Dolgopolov que já nessa manhã tinha concluído um intenso duelo com Jo-Wilfred Tsonga. Nos quartos, Nadal defronta o checo Tomas Berdych, que afastou o alemão Florian Mayer, por 6-3, 2-6 e 7-6 (7/4).

Outros resultados:
David Ferrer-Marcel Granollers, 6-1, 6-2
Tomas Berdych-Flortan Mayer, 6-3, 2-6 e 7-6 (7/4)
Mardy Fish-Juan Martin del Potro, 7-5, e 7-6 (7/5)
Gilles Simon-JankoTipsarevic, 4-6, 7-6 (7/3) e 6-2
Kevin Anderson-John Isner, 6-3, 7-6 (7/4)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.