O Benfica e a Fonte do Bastardo vão disputar a Supertaça de 2019 no próximo sábado, em Almada, e ambos os treinadores antecipam uma partida de voleibol bastante disputada.

"Vai ser um jogo equilibrado. A Fonte do Bastardo está com uma equipa nova, fisicamente muito forte. É importante servir bem para dificultar um pouco o sistema ofensivo, é um detalhe muito importante", realçou Marcel Matz, treinador do Benfica, que na época passada conseguiu o 'triplete', ao vencer Liga, Taça e Supertaça.

Sobre o adversário, o técnico brasileiro reconheceu que se trata de uma equipa que tem "bastante valor", pelo que espera "um jogo marcado pela competitividade" e um "grande espetáculo de voleibol", mas sublinhou que as 'águias', pela qualidade que possuem, têm como objetivo "ganhar todas as competições" que disputam.

Por seu turno, João Coelho, treinador da Fonte do Bastardo, quer "disputar esta final palmo a palmo", salientando que o Benfica "ganhou tudo na época passada e pretende repetir a dose na presente".

Ainda assim, o líder dos finalistas vencidos da Taça de Portugal, destacou que a Fonte do Bastardo já mostrou ser capaz de "surpreender", ainda para mais numa taça que se resolve num só jogo.

"Queremos fazer história no clube e conquistar uma inédita Supertaça, única competição que falta no palmarés do clube", lançou o técnico dos açorianos na projeção da 22.ª edição desta prova.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.