Marco Ferreira, a recuperar de uma gastroenterite, está fora de hipóteses do leque de opções do selecionador Hugo Silva para o jogo inaugural do grupo H2 da Liga Mundial de voleibol, a decorrer hoje no Cairo, no Egito.

A ausência de Marco Ferreira, que, juntamente com o irmão Alexandre Ferreira, é um dos jogadores com mais pontos da seleção portuguesa e igualmente em destaque no ‘ranking’ do grupo 2, reduz o número de opostos disponíveis a apenas um, Valdir Sequeira.

Também em destaque nos ‘rankings’ das várias ações de jogo do grupo 2 da Liga Mundial encontram-se o libero Ivo Casas, na receção e defesa, e Filip Cveticanin, no bloco.

Portugal disputou até agora seis jogos no grupo 2 da Liga Mundial, em torneios realizados em Poprad e Ceske Budejovice, e o saldo é de cinco derrotas – frente à Austrália (2-3), Eslováquia (0-3), Holanda (1-3), Egito (2-3) e República Checa (0-3) – e uma vitória perante o Japão (3-2).

No Cairo, no terceiro e último torneio da fase intercontinental (grupo H2), Portugal defronta hoje a Finlândia, no sábado o anfitrião Egito e no domingo a vice-campeã e líder do grupo 2 Eslovénia (13:00).

Portugal ocupa presentemente o 11.º e penúltimo lugar do grupo 2 da Liga Mundial, com os mesmos quatro pontos do Egito (12.º), e soma cinco derrotas e uma vitória, alcançada frente ao Japão (3-2), no grupo B2, realizado em Poprad, na Eslováquia.

A final a quatro do grupo 2 é disputada pelos três melhores classificados na fase intercontinental – neste momento destacam-se Eslovénia, Holanda, Eslováquia e Japão - e pelo país organizador, que será a Austrália, e decorre de 23 a 25 de junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.