O piloto espanhol Sérgio Garcia (GasGas) venceu hoje a corrida de Moto3 do Grande Prémio de Portugal do Mundial de velocidade de motociclismo, quinta prova da temporada que se disputa no Autódromo Internacional do Algarve (AIA).

O piloto espanhol concluiu as 21 voltas ao traçado algarvio com o tempo de 38.17,725 minutos, deixando o compatriota Jaume Masia (KTM) na segunda posição, a 0,069 segundos, com o japonês Ayumu Sasaki (Husqvarna) na terceira posição, a 0,110 segundos.

Com este resultado, Garcia ascendeu à liderança da categoria mais baixa do Campeonato do Mundo, com 83 pontos, mais um do que o anterior líder, o italiano Dennis Foggia (Leopard Honda), que foi apenas oitavo.

Foggia tinha sido, inicialmente, nono, mas beneficiou da penalização atribuída ao brasileiro Diogo Moreira (MT KTM) por exceder os limites da pista, que o fez cair de oitavo para 10.º.

O turco Denis Oncu (KTM), que saiu da ‘pole position’, foi quarto classificado, depois de ter passado pela liderança da prova por duas vezes.

Mas o grande protagonista foi mesmo Sérgio Garcia, que na fase inicial ultrapassou o turco e chegou a ter mais de um segundo de vantagem sobre os adversários.

No entanto, acabaria por se formar um grupo de cinco pilotos na cabeça de corrida, que incluía, ainda, o espanhol Izan Guevara (GasGas), com trocas constantes de posições no derradeiro terço da prova.

Garcia assumiria o comando definitivamente a duas voltas do final, cortando a meta na primeira posição, acabando por cair já durante os festejos, ao chegar ao parque fechado.

A espanhola Ana Carrasco (Boe KTM) fechou o pelotão, ela que é a única mulher a competir nesta categoria.

De fora ficaram os espanhóis Daniel Holgado (KTM Ajo) e Ivan Ortola (Angeluss KTM), vítimas de queda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.