Mais uma jornada difícil para a dupla do BP Ultimate Vodafone Team, Miguel Barbosa/Pedro Velosa aos comandos da Toyota Hilux T1 Overdrive nº 240. Mesmo assim, no setor seletivo de 375 km cronometrados da décima etapa disputada entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha, Miguel Barbosa conseguiu recuperar 12 posições relativamente à ordem de partida para este dia.

“Foi um dia sem grande história. Partimos de trás, da posição 119 ou 120, ‘numa salada russa de categorias’, que não faz sentido nenhum, fomos sempre no pó dos SSV e apanhámos muito fesh fesh. Tivemos de gerir zonas rápidas com muita pedra. Tentámos não cometer nenhum erro enquanto andámos no pó e procurámos não furar para não pôr em causa o que já foi conseguido. A ideia foi tentar fazer uma etapa limpa, para amanhã tentar arrancar numa posição um pouco melhor. A próxima etapa prevê-se que que seja um dos dias mais complicados do Dakar, com muita areia e dunas. Vai estar muito calor e teremos a areia mais mole de todas. Amanhã vai ser um grande dia e esperemos que nos corra bem”, referiu à chegada a Bisha o piloto do BP Ultimate Vodafone Team.

A penúltima jornada desta edição do Dakar disputa-se amanhã. Será a última em forma de loop, desta feita com partida e chegada a Bisha. O setor seletivo terá 346 km aos quais acresce 155 de ligação que poderão ser decisivos na classificação final. Cerca de metade da jornada obrigará máquinas e pilotos e enfrentar dunas de todos os tamanhos e formatos inclusive as mais macias que o deserto reserva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.