Um toque num muro sofrido no arranque da primeira especial da tarde de hoje afastou o piloto francês Sébastien Loeb (Ford Puma) da liderança da 55.ª edição do Rali de Portugal.

Loeb, que comandava com meio segundo de vantagem sobre o britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris), foi forçado a desistir depois de ter danificado a suspensão traseira direita do seu Ford Puma.

O piloto natural da Alsácia tinha acabado de iniciar a segunda passagem pelo troço da Lousã, quando, na primeira curva à esquerda, ainda em asfalto, deixou deslizar a traseira em direção a um muro de pedra que delimitava a estrada, danificando irremediavelmente o seu carro.

Desta forma, Evans herdou novamente o comando, depois de já ter liderado nas duas primeiras classificativas desta manhã.

Após cinco especiais, o piloto da Toyota tem 2,1 segundos de avanço sobre o belga Thierry Neuville (Hyundai i20), que é agora segundo classificado.

O francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) é terceiro, a 4,8 segundos.

Até ao final do dia, os pilotos enfrentam ainda quatro classificativas, incluindo a superespecial de Lousada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.