Líder com grande vantagem no campeonato de pilotos da Fórmula 1, o neerlandês Max Verstappen, da Red Bull, pode ser bicampeão mundial no Grande Prémio de Singapura, no próximo domingo, na 17.ª das 22 provas da temporada.

Vencedor de 11 das 16 corridas disputadas até o momento, Verstappen chega a Singapura com 116 pontos de vantagem sobre o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, 125 à frente do seu companheiro de equipa, o mexicano Sergio Pérez, e 132 do britânico George Russell, da Mercedes.

Para conquistar o seu segundo título na principal categoria do automobilismo, o Max precisa de terminar o fim de semana com 138 pontos de vantagem sobre o segundo colocado do campeonato, ou seja, o máximo de pontos que será possível arrecadar nas últimas seis provas da temporada, contando a corrida sprint no GP do Brasil, em novembro.

Para isso, Vestappen deve conseguir em Singapura 22 pontos a mais que Leclerc, 13 a mais que Pérez e seis a mais que Russell.

Em cada Grande Prémio, os pontos são distribuídos da seguinte forma entre os dez primeiros colocados: 25-18-15-12-10-8-6-4-2-1. O piloto que fizer a volta mais rápida da corrida ganha um ponto adicional.

Portanto, em caso de vitória, Verstappen seria campeão se Leclerc terminar em nono ou mais atrás, se Pérez for o quarto (sem o ponto da volta mais rápida) ou pior. Para Russell, só resta a opção de vencer em Singapura para continuar com hipóteses de ainda conquistar o título.

Se o neerlandês da Red Bull vencer e conseguir a volta mais rápida, basta que Leclerc não esteja entre os sete primeiros e que Pérez não suba no pódio.

Se não conseguir a vitória neste fim de semana, Verstappen terá uma segunda hipótese de ser campeão mundial antecipadamente no Grande Prémio do Japão, no dia 9 de outubro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.