O italiano Valentino Rossi, nove vezes campeão do mundo de motociclismo de velocidade, foi distinguido como uma das lendas do MotoGP, no domingo, dia em que pôs termo a 26 anos de carreira.

“Já uma lenda, Valentino Rossi (Yamaha) foi incluído no ‘hall of fame’ do MotoGP e é agora, oficialmente, uma lenda do MotoGP”, lê-se no comunicado da organização do campeonato, após a gala que se seguiu ao Grande Prémio da Comunidade Valenciana, 18.ª e última prova do Mundial.

Aos 42 anos, Rossi encerrou uma carreira em que somou 89 vitórias e 199 pódios na categoria principal, num total de 115 e 235, conquistando os títulos mundiais na principal categoria do motociclismo de velocidade entre 2001 e 2005 e em 2008 e 2009, depois dos triunfos em 125cc, em 1997, e 250cc, em 1999.

"Sempre pensei neste dia como um pesadelo, porque é o fim de uma longa carreira e acho que deveria ser em Valência. No final de contas diverti-me imenso e tenho de agradecer a todos, a todos os que trabalharam comigo, a todo o ‘paddock’, aos outros pilotos. Foi um dia inesquecível e eu adorei. Foi uma carreira longa, mas foi sempre um prazer”, vincou ‘Il Dottore’.

O italiano juntou-se a uma notável lista de lendas do MotoGP, como Giacomo Agostini, Mick Doohan, Geoff Duke, Wayne Gardner, Mike Hailwood, Daijiro Kato, Eddie Lawson, Anton Mang, Angel Nieto, Wayne Rainey, Phil Read, Jim Redman, Kenny Roberts, Jarno Saarinen, Kevin Schwantz, Barry Sheene, Marco Simoncelli, Freddie Spencer, Casey Stoner, John Surtees, Carlo Ubbiali, Alex Crivillé, Franco Uncini, Marco Lucchinelli, Randy Mamola, Kork Ballington, Dani Pedrosa, Stefan Dörflinger, Jorge ‘Aspar’ Martinez e Nicky Hayden.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.