O dia de ontem foi um dia difícil de digerir, o jogo contra Marrocos caiu-me na barriga como as tábuas de queijos dos casamentos às 3 da manhã, deixaram-me muito indisposto e com vontade de vomitar.

Analisando o jogo de um modo frio, tal como o tempo em Portugal, posso afirmar que esta equipa marroquina é a reencarnação da Grécia de 2004, até no golo idêntico marcado que o Diogo aka 'Labreca' sofreu. É verdade, alguém sabe como estão os pés do Rúben Dias? Pregaram o homem ao chão, isso não se faz.

Estamos fora do Mundial, dói muito? Um bocadinho, mas deve ter doído mais aos milhares que lá perderam a vida a construir os estádios. Durante um mês os direitos humanos passaram para terceiro plano porque em segundo estava a seleção e em primeiro o Cristiano Ronaldo.

A seleção portuguesa dava a ideia de que antes do jogo teria estado a fumar shisha com os Marroquinos, só que estes ladinos colocaram suplementos manhosos na dos portugueses, tal era o modo como andavam a flutuar em campo.

Podia facilmente falar de Alcácer-Quibir, mas não faria sentido, pois se em 1578 os Marroquinos nos ficaram com o rei, em 2022 nem dado eles quereriam Fernando Santos.

No banco o nosso 'querido' engenheiro bem que rezava, não pela seleção mas pelo sem emprego. Ganhar dois milhões de euros ao ano a fazer o que ele faz, qualquer técnico de divisões inferiores o faz e por muito menos. O Fernando Santos é uma espécie de José Peseiro mas quitado, mais ou menos como aquele Fiat Punto dos anos 90 só que é GT.

Em campo só um dava o litro, Pepe! Perto de fazer 40 anos mostrava aos mais novos que a idade é só um número ou que no caso dele poderíamos afirmar ser o estranho caso de 'Benjamin Pepe Button.' Jogou os últimos minutos com o braço esquerdo partido, vá lá que não foi o direito de Gonçalo Ramos, a falta que lhe iria fazer, ao Gonçalo claro.

O final do jogo fica marcado pela saída em campo de Cristiano Ronaldo. Saiu em lágrimas, sozinho, como ele gosta. Não sabemos se as suas lágrimas seriam pela derrota ou pelos posts que ele saberia que as suas irmãs e a Georgina iriam escrever. Está na altura do Cristiano Ronaldo oferecer um Nokia 3310 às mulheres da sua vida e ensiná-las a jogar 'Snake'.

Vem aí o Natal e o meu maior desejo é ter um novo Selecionador para o novo ano, um que tenha um bom kit de dedos para a máquina que tem em mãos.

Espero é que a estrelinha da sorte não me mande 'Catar' como fez ontem.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.