O qualificador fechado para o apuramento do DreamHack Open Dezembro contava com três equipas portuguesas, mas foi a Bet7 sAw que conseguiu carimbar o passaporte para o torneio internacional que tem um prize pool total de 100.000 dólares. No primeiro dia, a equipa de Just derrotou a Pyrexia por dois mapas sem resposta, seguindo-se a conterrânea OFFSET Esports, por 2-1.

A decisão ficou tomada no segundo dia, com mais um embate português, desta vez contra a campeã da Master League Portugal, a Baecon. O primeiro mapa, Vertigo, foi bem disputado, com o resultado a extrapolar o overtime, ficando-se em 19-17 para a sAw. O segundo mapa Inferno não teve história e a melhor equipa portuguesa da atualidade carimbou a vitória por 16:3.

Mas o teste final para a sAw ainda estava para chegar. A espanhola Wygers estava disposta a qualificar-se para o DreamHack Open Dezembro e adiantou-se no marcador ao vencer o primeiro mapa Vertigo, por 16-12. Mas como o esforço compensa, a equipa portuguesa iria dar a volta ao resultado, primeiro por 16:13 em Overpass, igualando a eliminatória e por fim, o mapa de desempate acabou por fechar em 16-7 a favor dos portugueses.

Todas as atenções estão agora voltadas para a sAw, para a sua participação no DreamHack Open Dezembro, que se realiza entre os dias 10 e 13 de dezembro. Para já, apenas três equipas estão garantidas no torneio. Além da portuguesa, está presente a Movistar Riders por ter ganho a ESL Masters de Espanha e a Originem pelo apuramento no DH Showdown Summer. Há mais slots para convites e outros qualificadores europeus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.