O novo presidente da Federação Angolana de Futebol afirmou que o plano a médio prazo do futebol angolano é regressar à Taça das Nações Africanas bem como tentar a qualificação para o Campeonato do Mundo embora a primeira preocupação seja o combate contra a corrupção.

“Sabemos o caminho que queremos fazer que passa por regressar ao CAN (Cup of African Nations, Taça das Nações Africanas) e ao Campeonato do Mundo, mas há um objetivo maior do que todos esses: o combate à corrupção. Estamos a trabalhar nisso”, disse Artur Almeida e Silva em declarações reproduzidas pelo jornal A Bola.

Recém-eleito para o cargo, o dirigente disse que há muita vontade por parte de toda a sua equipa para mudar, mas admite que há um grande atraso que tem de ser revisto.

“Já estamos muito atrasados e há desafios que são enormes na hora de começar a trabalhar. Temos muita vontade e projetos com os quais pretendemos mudar isto tudo em três ou quatro anos”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.