António Salvador, presidente do Sporting de Braga, não gostou da exibição da sua equipa no terreno do Konyaspor, no encontro que terminou com um empate a uma bola.

"Tinha dito antes da partida para aqui que era um jogo fundamental, onde o Braga devia ganhar. Sai daqui com um empate, muito por culpa própria. Temos de dizer a verdade. Não fizemos uma primeira parte ao nível do Braga. O adversário quis mais do que nós. Na segunda parte reagimos, mas infelizmente saímos daqui com um empate. Há que trabalhar para daqui a 15 dias, com outra forma de estar, conseguirmos vencer esta equipa", atirou o presidente dos minhotos na zona mista.

"Toda a gente sabe que o jogo começa quando o árbitro apita e acaba quando apita de novo. Tem de haver entrega em todo o jogo e não foi isso que aconteceu na primeira parte. Este adversário estava ao nosso alcance. Corrigimos na segunda parte, a equipa entrou de outra forma e podíamos ter ganho. O que não fizemos na primeira parte foi o que o adversário não fez na segunda: chutar à baliza. Não é uma crítica, é um facto. Vamos a tempo de corrigir e esperamos vencer já na próxima jornada da Liga Europa".

O líder do clube minhoto acredita, ainda assim, que o Sporting de Braga vai seguir em frente na prova.

"Há uma equipa deste grupo acima de todas as outras, que é o Shakhtar. Não jogámos bem na Ucrânia. Sabemos das nossas qualidades, que somos melhores do que as outras duas equipas. Acredito que vamos ficar em segundo lugar e passar à fase seguinte", atirou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.