O FC Porto venceu, esta quinta-feira, o Spartak de Moscovo por 5-1, com os golos portuenses a serem apontados por Falcao (3), Varela e Maicon, em jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, disputado no Estádio do Dragão.

Os jogadores portistas foram recebidos debaixo de uma chuva de aplausos e vozes que gritavam “Campeões, Campeões” no Estádio do Dragão, neste que foi o primeiro jogo do FC Porto como novo Campeão Nacional.

A equipa portista apanhou o seu primeiro susto logo ao minuto 10 quando Welliton conseguiu isolar-se da defesa, depois de um erro de Rolando, mas Helton conseguiu segurar o remate fraco do brasileiro.

Ao minuto 17, depois de uma obra de arte fabricada pelo brasileiro Hulk no corredor direito, o FC Porto quase fazia o primeiro golo mas a defesa moscovita conseguiu aliviar a jogada de perigo. O mesmo Hulk, minutos depois, voltou a ter duas grandes oportunidades de golo.

FC Porto e Spartak de Moscovo continuavam numa luta acesa no meio-campo, com momentos carregados de agressividade nessa disputa,  quando o FC Porto conseguiu inaugurar o marcador graças à genialidade de dois sul-amercanos ao minuto 37.

Alvaro Pereira, que regressou à competição depois de ter cumprido castigo na eliminatória anterior, desfilou pelo corredor esquerdo e executou um belo cruzamento para o coração da área onde estava Falcao que, de cabeça, voou para fazer o primeiro golo.

O primeiro tempo foi equilibrado mas, no segundo, o FC Porto foi  equipa mais forte, dando a impressão, também, que ao Spartak de Moscovo começou a falhar as forças.

Mais dominador, os Dragões conseguiram marcar o seu segundo golo quando Radamel Falcao amorteceu para o seu companheiro de ataque Silvestre Varela à entrada da grande área e o extremo português, de primeira, fuzilou para dentro da baliza de Dykan ao minuto 64.

Os cerca de 38 mil espectadores no Dragão ainda celebravam o segundo golo quando Maicon, depois de um pontapé de canto executado por João Moutinho, fez o terceiro ao minuto 69.

O golo do Spartak surgiu logo depois do terceiro dos portistas, na sequência de uma pura desatenção da defesa portista.

O irrequieto Falcao quis aumentar a sua conta pessoal de golos e conseguiu-o, por mais duas vezes, quando fez o quarto e quinto golo no encontro, totalizando dez golos na prova europeia.

No outro encontro dos quartos-de-final, que se cruza com esta eliminatória nas meias-finais, o Villarreal goleou o Twente da Holanda por 5-1, sendo o mais provável adversário dos portistas caso passem com sucesso esta eliminatória.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.