Depois de alguns clubes terem expressado a vontade em criar a Superliga, um modelo concorrente à atual Liga dos Campeões, a notícia causou um estrondo na Europa do futebol, com várias figuras do futebol e não só a criticaram o aparecimento da competição. Contudo, Giorgio Chiellini, capitão da Juve, confessou que é uma voz a favor.

"O futuro do futebol vai passar pela europeização, ao invés dos campeonatos domésticos. Um jogador no nível da Juventus quer jogar os jogos europeus, com o devido respeito pelos campeonatos. Já estamos num ponto em que não há volta a dar. As instituições, os clubes e os jogadores devem encontrar-se para reformular o calendário e criar novas competições de forma a dar um novo impulso ao futebol", afirmou em declarações ao DAZN.

Derrubada por uma chuva de críticas mal foi anunciada, com os seus 12 clubes fundadores a serem, inclusive, ameaçados com duras sanções por parte da UEFA, a ideia da Superliga Europeia continua bem viva entre os seus mentores, que estarão agora a reformular o modelo competitivo pensado para a prova.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.