O antigo futebolista galês Dean Saunders, que passou pelo Benfica, foi hoje condenado a 10 semanas de prisão efetiva, por se ter recusado a fazer o teste de alcoolemia, numa operação policial em Chester, no norte de Inglaterra.

Em 10 de maio, o ex-avançado, agora com 55 anos, foi mandado parar pela polícia local, por suspeitas de estar embriagado enquanto conduzia, mas recusou-se a fazer o teste durante a detenção, primeiro, e, depois, já na esquadra.

Ouvido na terça-feira num tribunal de Chester, Saunders deu-se como culpado, embora o seu advogado tenha argumentado que o seu cliente apenas tinha bebido duas canecas de cerveja e que o álcool fez efeito com a medicação que toma para a asma.

Hoje, o juiz condenou o galês a dois meses e meio de prisão e proibiu Saunders de conduzir nos próximos dois anos e meio.

Dean Saunders deu nas vistas no futebol inglês nos anos 1990, ao serviço do Derby County, Aston Villa e Liverpool, tendo marcado 184 golos em toda a sua carreira.

Em 1998/99, o avançado galês, já com 34 anos, fez a primeira metade da época no Benfica, em que fez cinco golos em 19 jogos, tendo depois regressado ao campeonato inglês, para o Sheffield United.

Saunders é igualmente um histórico da seleção galesa, tendo alcançado 22 golos em 75 internacionalizações. É o quinto melhor marcador de sempre do seu país e nono com mais jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.