A Federação de Futebol da República da Irlanda (FAI) anunciou que as seleções principais masculina e feminina vão passar a receber os mesmos honorários por jogo, uma medida que terá efeito imediato.

Em comunicado, a FAI informa que a decisão só foi possível com a contribuição da seleção masculina, que concordou em reduzir as taxas internacionais de modo a que fosse possível a equidade de pagamentos entre ambas as equipas.

Katie McCabe, capitã da seleção feminina, fala num dia histórico para o futebol irlandês. "Seamus Coleman [capitão] e os seus companheiros na seleção masculina merecem crédito por serem corajosos o suficiente em nos apoiar de forma tão progressiva. Este é um grande dia para o futebol irlandês. Demos um grande passo e mostrámos ao mundo o que pode ser alcançado através da união. Estou muito orgulhosa, como capitão da Irlanda, do trabalho que foi feito para nos levar a este ponto", disse.

Também Seamus Coleman, capitão da seleção masculina e jogador do Everton, destacou a importância desta conquista.

"Como jogadores, estamos muito contentes por fazer o que podemos para garantir que as nossas jogadoras internacionais sejam tratadas com igualdade e justiça e continuamos totalmente comprometidos em fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para alcançar esse objetivo juntos. Temos trabalhado neste acordo há algum tempo (...) e espero que sirva de inspiração para muitas outras nações seguirem o exemplo", vincou.

Recorde-se que esta medida já tinha sido adotada pela Austrália, que foi pioneira, em 2019, e pelo Brasil, em 2020.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.