O Internacional Board (IFAB), que tutela as regras do futebol mundial, recomendou hoje que as competições mantenham as cincos substituições de forma permanente, ao invés das três, uma medida adotada temporariamente em 2020, face à pandemia de covid-19.

Contudo, o organismo dá liberdade para que decidam manter ou não a recente medida, “de acordo com as suas necessidades futebolísticas”, como, por exemplo, um maior desgaste físico dos jogadores, motivado pelos calendários apertados.

“[Os Painéis Consultivos Técnicos e de Futebol do IFAB] recomendaram que cada competição decida manter permanentemente o número de substitutos, de acordo com as necessidades do seu ambiente futebolístico, mantendo o número de ‘janelas’ [durante o jogo] para realizar as suas trocas (três, mais o tempo de intervalo)”, revelou o IFAB, em comunicado.

Esta alteração à terceira lei do jogo, que anteriormente previa o máximo de três alterações por desafio, foi consumada em maio de 2020 e deveria vigorar somente até ao fim de 2021 para competições de clubes e 31 de julho de 2022 nas provas internacionais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.