Michael Owen, antigo internacional britânico que passou por clubes como Newcastle, Liverpool ou Real Madrid, confessou que todas as 'juras de amor' declaradas por parte dos jogadores aos clubes são falsas.

"Aqueles que serão eternamente visto como leais, aqueles jogadores que atravessariam uma parede de tijolos... Sabem que mais? É um monte de tretas. Podia ter escrito dois livros e ter sido ainda mais corrosivo, porque sei como foi com algumas pessoas", disse em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, na sequência do lançamento do livro "Reboot - My Life, My Time"

"O que me enerva é a adulação a alguns, e pensas 'Oh meu Deus! Se vocês soubessem...' Quando vejo jogadores a beijar o símbolo, pego no balde do vómito. Eu fi-lo quando marquei na FA Youth Cup, contra o Crystal Palace, porque tinha visto os meus heróis a fazê-lo. Quando usei o meu cérebro e estava mais informado, apercebi-me de que era apenas para os adeptos", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.