A ministra espanhola do desporto, Irene Lozano, confirmou esta quinta-feira ter-se encontrado o antigo guarda-redes da seleção espanhola, Iker Casillas, mas recusou dizer se a questão da presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) foi abordada.

"Eu percebo que ele esteja a causar um rebuliço porque é uma grande figura desportiva e recebi-o como tal, tal como recebo várias outras personalidades", disse Lozano à imprensa.

"Tivemos uma relaxada e agradável conversa e não há muito mais a acrescentar. Sou discreta em relação às conversas que tenho e qualquer esclarecimento será feito por ele", acrescentou.

Os media espanhóis avançaram na quarta-feira que Casillas tinha apresentado a sua intenção de concorrer à presidência da RFEF ao Conselho Nacional do Desporto (CSD), do qual Lozano é presidente.

O jornal catalão 'Mundo Deportivo' avançou que "foi Casilhas a pedir a reunião".

Casillas, de 38 anos, jogou 167 vezes por Espanha, vencendo dois Europeus e um Mundial. Jogou mais de 700 jogos pelo Real Madrid onde venceu três Champions League. Juntou-se ao FC Porto em 2015.

No último mês de abril sofreu um enfarte durante um treino e não voltou a jogar. O seu nome tem sido apontado à presidência da RFEF nos últimos meses.

O atual presidente, Luis Rubiales está num conflito perpetuo com Javier Tebas, presidente da Liga espanhola.

De acordo com as regras, as eleições deveriam de ocorrer na segunda metade do ano, depois dos Jogos Olímpicos. Contudo, Rubiales pediu ao CSD para que a data fosse antecipada para a primeira metade do ano, antes do Euro2020, que acontece de 12 de junho a 12 de julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.