O fim-de-semana que ontem terminou contou com muito futebol para os jogadores e treinadores portugueses que militam nos cinco principais campeonatos europeus: Bruno Fernandes marcou e encantou, Vitinha estreou-se nos tentos, Ronaldo assistiu, Félix voltou aos golos e André Silva bisou.

Inglaterra

Em terras de Sua Majestade, o Manchester United eliminou este domingo o Liverpool na quarta eliminatória da Taça de Inglaterra ao vencer em Old Trafford, por 3-2. E, para não variar, Bruno Fernandes acabou por ser decisivo, ao marcar de livre o golo que ditou o triunfo. Do outro lado, o Liverpool ainda não contou com o lesionado Diogo Jota.

Também o Manchester City se apurou para os oitavos de final da Taça, mas não se livrou de um grande susto. A equipa de Josep Guardiola venceu o Cheltenham, do quarto escalão do futebol inglês, por 3-1, mas à entrada para os dez minutos finais do encontro estava a perder e caminhava para a eliminação.

Alfie May começou por dar vantagem ao Cheltenham aos 59 minutos e Guardiola, que começou por deixar os três portugueses do plantel no banco, fez depois entrar Rúben Dias e João Cancelo no decorrer do segundo tempo, com o lateral luso a fazer mesmo a assistência para o golo do empate, assinado por Phil Foden aos 81 minutos.

Já na sexta-feira, um golo apontado pelo português Vitinha tinha sido suficiente para o Wolverhampton, treinado pelo compatriota Nuno Espírito Santo, superar o Chorley (1-0), do sexto escalão, e garantir presença nos oitavos de final da Taça de Inglaterra.

Numa eliminatória em que o técnico luso, além de Vitinha, apostou em João Moutinho e Fábio Silva de início, o Chorley ‘vendeu’ cara a derrota, tendo conseguido criar sobressaltos, nomeadamente no segundo tempo, já com Rúben Neves e Pedro Neto em campo, ambos lançados aos 68 minutos. Nélson Semedo não saiu do banco de suplentes.

Itália

A Juventus venceu o Bolonha por 2-0, em jogo da 19.ª jornada da Liga italiana de futebol, com o português Cristiano Ronaldo a assistir para um dos golos.

A jogar em casa, o atual campeão italiano adiantou-se no marcador aos 15 minutos, com um golo do médio brasileiro Arthur, após assistência do internacional português Cristiano Ronaldo. Na segunda parte, a ‘vecchia signora’ ampliou a vantagem, com um golo do norte-americano Weston McKennie, aos 71.

Já o Nápoles perdeu por 3-1 com o Hellas Verona. Os napolitanos deixaram o português Mário Rui no banco, enquanto Miguel Veloso não jogou pela equipa da casa devido a lesão. Também sem Bruno Alves, o Parma perdeu por 2-0 na receção à Sampdoria, que contou com Adrien Silva no onze.

Enquanto isso, o líder AC Milan, com o português Rafael Leão a titular e Diogo Dalot no banco, mostrou pouco ‘estofo’ para um candidato ao título na Série A italiana de futebol, ao perder em casa por 3-0 com a Atalanta. A derrota apenas não teve piores contornos porque o rival Inter Milão não foi hoje além de um empate sem golos na visita à Udinese.

Também no sábado, um golo de Lorenzo Pellegrini nos descontos ‘salvou’ a Roma, de Paulo Fonseca de nova humilhação, com a equipa vencer por 4-3 o Spezia, que a tinha eliminado na Taça de Itália. O jogo da Série A italiana deixou os romanos à ‘beira de um ataque de nervos’, depois de uma semana particularmente conturbada, com a imprensa a revelar que o plantel estará de costas voltas com o treinador Paulo Fonseca.

Espanha

Aqui ao lado, João Félix foi a principal figura em mais uma vitória do Atlético de Madrid, que este domingo bateu o Valência por 3-1, em partida referente à 20.ª jornada da La Liga.

O internacional português não marcava há dez jogos, mas precisou de apenas 23 minutos voltar aos golos, levando a melhor num duelo individual com outro português, Thierry Correia, titular no Valência. Mas João Félix não se quis ficar por ali e, no regresso à titularidade no Atlético, três jogos depois, fez também a assistência para o golo com que o aniversariante Luis Suárez fez, aos 54 minutos, a cambalhota no marcador.

No mesmo dia, o Barcelona, mesmo desfalcado do argentino Lionel Messi, somou o quinto triunfo fora consecutivo na Liga ao vencer o Elche por 2-0. Na parte final, o português Francisco Trincão, que entrou aos 74 minutos, teve duas boas ocasiões para se estrear a marcar pelos catalães, mas, nas duas, aos 83 e 86, o guarda-redes Edgar Badia respondeu em excelente plano.

No primeiro encontro do dia, o Osasuna recebeu e bateu o Granada, que contou com Rui Silva e Domingos Duarte na equipa inicial, por 3-1. João Costa não chegou a sair do banco.

França

No domingo, o Lyon venceu de forma categórica em Saint-Étienne, por 5-0, na 21.ª jornada da I Liga francesa de futebol, num jogo em que o internacional português Anthony Lopes manteve a baliza do Lyon inviolada durante os 90 minutos.

Horas antes, o Lille, capitaneado pelo internacional português José Fonte, venceu na visita ao Rennes, por 1-0. Xeka, a cumprir castigo, ficou de fora das opções do técnico Christophe Galtier, enquanto o regressado Renato Sanches ainda entrou nos instantes finais.
Já no sábado, o Marselha, de André Villas-Boas, esteve na frente no Mónaco, mas permitiu a reviravolta, perdendo por 3-1 e agravando a sua crise.
No mesmo dia, o Paris Saint-Germain somou a terceira vitória seguida na Liga ao golear por 4-0 na receção ao Montpellier. O internacional português Danilo Pereira começou o jogo no banco de suplentes do PSG, tendo sido lançado por Mauricio Pochettino para o quarto de hora final. Já os visitantes contaram com o português Pedro Mendes no centro da defesa.

Alemanha

No sábado, em jogo da 18.ª jornada da Liga alemã, o futebolista internacional português André Silva brilhou ao abrir caminho à goleada do Eintracht Frankfurt por 5-1 na visita ao Arminia Bielefeld.
André Silva, que já leva 15 golos, 14 na ‘Bundesliga’ e um na Taça, marcou aos 25 e 33 minutos, e está já a apenas um golo do seu melhor registo no Eintracht, depois de na última época, em que chegou em setembro, cedido pelo AC Milan, ter marcado 16 golos (12 no campeonato, dois na Taça e dois na Liga Europa).
Já na sexta-feira, o Borussia Mönchengladbach tinha derrotado o Borussia Dortmund, num jogo bastante intenso, com meia dúzia de golos e com Elvedi e Haaland a 'bisar' na partida. O Mönchengladbach venceu por 4-2 o duelo dos 'Borussias', num encontro em que os 'amarelos' contaram com Raphaël Guerreiro a titular.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.