O presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), Vítor Pataco, enalteceu hoje o crescimento do Cartão Branco nos últimos quatro anos, considerando que este recurso pedagógico “ganhou algum dinamismo e conquistou espaço”.

Na cerimónia anual do cartão que visa reconhecer e destacar comportamentos eticamente relevantes na prática desportiva, que decorreu no Museu Nacional do Desporto, em Lisboa, o destaque foi para o ex-árbitro internacional de futebol João Capela, agraciado como personalidade do Cartão Branco 2019.

“Temos, hoje, mais de 50 entidades envolvidas neste cartão: municípios, clubes, federações, entre outras entidades. É de sublinhar como este projeto ganhou algum dinamismo e foi conquistando espaço", referiu Vítor Pataco, durante o discurso de abertura.

O responsável pelo IPDJ realçou ainda que o cartão branco “pode ser um instrumento no sentido de alertar o caminho e os bons valores que o desporto pode transportar”, revelando também que desde 2015 já foram mostrados 2.041 cartões, 522 na temporada 2018-2019.

Já João Capela, apesar da distinção, preferiu apelar à continuidade da exposição do recurso pedagógico, defendendo que é “uma força de comunicação fantástica”.

“É uma homenagem muito importante para mim. Temos de promover cada vez mais o Cartão Branco, dar exposição, dar dimensão às coisas positivas e estar todos empenhados”, declarou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.