O treinador português Abel Ferreira, do Palmeiras, pode conquistar o título brasileiro de futebol, numa 34.ª jornada em que precisa de vencer o Athletico Paranaense e o Internacional empatar ou perder com o Ceará.

Com Palmeiras e Internacional separados por 10 pontos, ainda é preciso uma conjugação de resultados para que o técnico português comemore o seu primeiro título de campeão do Brasil, numa carreira consagrada com duas Libertadores pelo ‘verdão’.

Caso vença em casa do ‘desfalcado’ Athletico Paranaense, em jogo agendado para esta madrugada, o Palmeiras chega aos 74 pontos, e o título apenas não ficará entregue se, na madrugada seguinte, já em 27 de outubro, o Internacional vencer.

Um empate ainda deixaria o ‘colorado’ com 62 pontos, a 12 dos paulistas, os mesmos que ficariam por disputar, mas o Palmeiras teria sempre, com a vitória na 34.ª ronda, mais triunfos do que o rival, que é o primeiro critério de desempate.

Para Abel Ferreira, que chegou em 2020 ao Palmeiras, a história pode continuar a ser de grande sucesso, depois de o técnico já ter conseguido a proeza de duas Taças dos Libertadores (2020 e 2021), uma Supertaça sul-americana (2022) e uma Taça do Brasil.

Esta época, Abel Ferreira não conseguiu marcar presença pela terceira época consecutiva na final da Libertadores, ao ser afastado nas meias-finais pelo seu adversário de hoje (madrugada em Lisboa), o Athletico Paranaense.

A equipa de Luiz Felipe Scolari, um ídolo do Palmeiras e o último treinador a vencer o campeonato pelos paulistas (2018), com os quais também venceu a Libertadores (1999), disputará a final da maior competição de clubes da América do Sul deste ano com o Flamengo.

Um cenário que levará o Athletico a apresentar hoje diante do Palmeiras (01:45 de quarta-feira em Lisboa) uma equipa de ‘reservas’, com Scolari a resguardar o plantel para a importante final de sábado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.