Continua a ser curta a vida de um treinador num clube no Brasil. Muitos emblemas terminam a época com quatro ou mais mudanças técnicas que em nada ajudam na estabilização.

O Cruzeiro, um dos históricos emblemas do Brasil (duas Libertadores, seis Copas do Brasil, três campeonatos brasileiros, entre muitos títulos), corre o risco de descer de divisão. Esta sexta-feira, decidiu prescindir do trabalho de Abel Braga, treinador que Jesus substituiu no Flamengo. Adilson Batista foi anunciado como seu substituto.

É a quarta mudança de treinador do Cruzeiro, que já teve Abel Braga, Rogério Ceni e Mano Menezes.

A formação de Belo Horizonte perdeu esta quinta-feira na receção ao CSA por 1-0, e continua no 17.º lugar (o primeiro abaixo da linha de água), com 36 pontos em 35 jogos. O Ceará, a primeira equipa acima da zona de despromoção, soma mais um ponto.

Nos últimos três jogos do Brasileirão o Cruzeiro joga fora com o Vasco da Gama e Grêmio e termina em casa, recebendo o Palmeiras. Jogos muito complicados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.