Depois de trazer uma vantagem de 3-1 da primeira mão, disputada fora de portas, o Grémio selou o título com um empate a uma bola numa partida disputada e com oportunidades de parte a parte.

Durante uma primeira parte, que pendeu mais para o Atlético, pertenceram a Everton, da formação da casa, as duas melhores oportunidades na Arena do Grémio, com Robinho e Júnior Urso a serem os mais perigosos do lado dos visitantes, que corriam para anular os dois golos de desvantagem que traziam do jogo de 24 de novembro.

Ainda assim, a segunda parte não trouxe mais jogadas flagrantes para a equipa, que tinha em Luan, Pratto e Robinho os homens mais perigosos, com o Grémio a responder no contra-ataque e através de erros individuais da defesa dos visitantes.

Aos 89 minutos, Miller Bolaños empurrou a bola para o fundo das redes de Victor depois de um corte incompleto da defesa da formação de Minas Gerais.

Quando os adeptos e equipa técnica do Grémio se preparavam para começar os festejos fora das quatro linhas, dois minutos depois dos 90, o médio do Atlético Cazares rematou ainda de dentro do seu meio-campo e surpreendeu Marcelo Grohe, guardião da equipa da casa, que ficou batido no 1-1 que duraria até final.

O treinador do Grémio, Renato Portaluppi, conquista pela segunda vez como treinador o troféu, depois de ter levado o Fluminense à vitória em 2007.

Até ao momento estão apurados cinco clubes brasileiros para a Taça Libertadores 2017, a 'Champions' da América do Sul: Grémio, Palmeiras (vencedor virtual do campeonato quando falta disputar uma jornada), Flamengo, Santos e Atlético Mineiro, faltando definir mais duas vagas, a atribuir ao quinto e sexto classificados do campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.