O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, empatou hoje 0-0 na receção ao São Paulo, num jogo em que desperdiçou um penálti e terminou com mais dois futebolistas em campo, mas manteve-se firme na liderança do campeonato brasileiro.

A equipa anfitriã jogou toda a segunda parte do encontro da 32.ª jornada em superioridade numérica, devido à expulsão de Ferraresi aos 45+1 minutos, mas esbarrou na inspiração do guarda-redes Felipe Alves, que até defendeu uma grande penalidade de Gustavo Scarpa, aos 65.

O São Paulo terminou mesmo com nove jogadores, na sequência da expulsão de Lucas Beraldo, aos 90+2 minutos, mas conseguiu travar o Palmeiras, que detém 11 confortáveis pontos de vantagem sobre o Internacional, segundo classificado, com menos um jogo, a seis rondas do fim.

O Cuiabá, orientado pelo português António Oliveira, manteve-se em zona de despromoção, ao empatar 1-1 no recinto do Ceará, com a equipa visitante a inaugurar o marcador aos 82 minutos, por Deyverson, apesar de estar a jogar em inferioridade numérica desde os 51, devido à expulsão de Igor Carius, e os anfitriões a igualarem aos 90+2, por Jô.

O jogo esteve interrompido durante cerca de 15 minutos e acabou por ser dado como concluído pela equipa de arbitragem, por falta de segurança, depois da invasão de campo por parte de adeptos do Ceará.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.