Luiz Felipe Scolari mostrou-se emocionado com a conquista do título de campeão brasileiro ao serviço do Palmeiras e no final do jogo com o Vasco da Gama, o técnico brasileiro fez algumas revelações sobre o seu regresso ao futebol brasileiro.

"Eu não queria regressar ao Brasil e toda a gente sabe disso. Mas tive uma conversa muito diferente com o Alexandre Mattos [diretor do futebol do Palmeiras] e conhecendo o espírito do Palmeiras como conheço, sabendo que podíamos trabalhar de uma forma diferente da minha última vez, entre 2010 até 2012, como sabia, aceitei essa oportunidade e fiquei feliz com isso. Este grupo entendeu algumas coisas. Eu não sou um treinador ultrapassado. Não sou o melhor, não sou o pior, sou um bom técnico e tenho métodos iguais aos outros", começou por dizer Scolari em declarações citadas pelo jornal O JOGO.

"Este é um título pelo qual lutámos toda a época. Mas a verdade é que foi uma conquista entre três campeonatos disputados [Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores]. Ainda estamos em dívida com o Palmeiras. Vamos ver se no próximo ano podemos ganhar mais coisas", frisou o antigo selecionador de Portugal.

"Há 12 jogos, traçamos uma meta de pontos e fizemos até mais do que tínhamos pensado. O título é importante não só para mim como técnico, mas também para o Palmeiras dentro da sequência de trabalho e projetos que o clube possui. Isso ajuda-nos a montar algo a mais no plano que a direção já tinha", sentenciou sobre a conquista do campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.