A polícia brasileira anunciou, esta segunda-feira, que deteve três pessoas pela explosão de bombas caseiras no estádio Mineirão, durante o jogo da liga brasileira de futebol que ditou a histórica descida de divisão do Cruzeiro.

O jogo de domingo à noite contra o Palmeiras nem chegou a terminar, devido aos graves incidentes nas bancadas: a seis minutos do fim, e quando os visitantes ganhavam por 2-0 - resultado ‘fatal´ para o Cruzeiro - o árbitro parou a partida.

Além dos detidos, há mais suspeitos do envolvimento nos incidentes, que passaram por destruição de cadeiras e confronto generalizado com a segurança do estádio e mesmo a Polícia Militar.

Os confrontos continuaram fora do estádio e, segundo a polícia, levaram a que 13 pessoas tivessem de ser transportadas para o hospital.

O Cruzeiro, fundado há 98 anos, esteve sempre no campeonato principal e nada fazia esperar a ‘derrocada’ desta época, já que o clube ganhou na última época a Taça do Brasil e participou na Taça Libertadores.

A figura mais conhecida do seu plantel é Fred, antigo jogador do Lyon e da seleção nacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.