Daniel Alves foi apresentado na noite de terça-feira como jogador do São Paulo e teve direito a festa no estádio do Morumbi, onde foi saudado e celebrado por mais de 70 mil pessoas.

No estádio Cícero Pompeu de Toledo, milhares de adeptos paulistas foram à loucura, numa cerimónia que contou com a presença de vários ex-jogadores e muita música à mistura.

"Galera, queria dizer que hoje o São Paulo não contratou um jogador. O São Paulo contratou um torcedor (adepto) assim como vocês... Quero agradecer o momento que me estão a proporcionar, prometo retribuir com a mesma entrega. Espero que juntos possamos devolver a alegria de fazer história com o São Paulo. Muito obrigado pela receção. Chega de falar, e vamos fazer", disse o jogador que regressou 17 anos depois ao futebol brasileiro, num discurso recheado de aplausos por parte da 'torcida'.

"Venho para São Paulo para dar resultados, não quero que ninguém pense que eu venho para encerrar minha carreira. Tenho muitos objetivos", sublinhou.

O veterano futebolista brasileiro Dani Alves, que estava sem equipa depois de acabar contrato com o Paris Saint-Germain, assinou por três anos, até dezembro de 2022, pelo São Paulo, regressando ao Brasil após 17 anos na Europa.

O lateral direito somou na edição 2019 da Copa América, prova em que foi considerado o melhor jogador, o 40.º título da carreira, que começou no Bahia e teve passagens europeias por Sevilha, Barcelona, Juventus e Paris Saint-Germain.

Destaque para as três ‘Champions’ conquistadas no FC Barcelona, em 2009, 2011 e 2015, ao lado, entre outros, de Lionel Messi, sendo que o brasileiro ainda é hoje o jogador que mais assistências fez no ‘Barça’ para o argentino.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.