Com a questão do título entregue ao Borussia Dortmund, que bateu o Nuremberga, por 2-0, o Bayern Munique encerrou a 32.ª jornada da Liga alemã de futebol com uma goleada ao Schalke 04, por 4-1.

O Bayern teve um início de jogo demolidor, com o holandês Arjen Robben a fazer o 1-0, aos 06 minutos. Joel Matip empatou aos 08 minutos, mas Thomas Muller, aos 14 e 84, e Mário Gomes, aos 18, estabeleceram o resultado final.

Com este triunfo, a formação bávara ascendeu ao terceiro lugar por troca com o Hannover, do português Sérgio Pinto, que foi surpreendido em casa pelo “aflito” Borussia Monchengladabach, por 1-0, com um golo de Marco Reus, aos 76 minutos.

A jornada começou com o Borussia Dortmund, na liderança desde a oitava ronda, a celebrar a conquista do seu sétimo título de campeão alemão de futebol, o primeiro desde 2002, ao bater o Nuremberga por 2-0.

O Dortmund, comandado por Jurgen Klopp, assegurou o título ao vencer em casa o Nuremberga, perante 80.000 espectadores, enquanto o Bayer Leverkusen, a única equipa que poderia impedir este triunfo, perdeu no terreno do Colónia, por 2-0.

O paraguaio Lucas Barrios inaugurou o marcador, aos 32 minutos, e o polaco Robert Lewandowski, aos 43, fixou o resultado para os sucessores do Bayern Munique, enquanto o Colónia, com o português Petit até aos 87 minutos, derrotou o Leverkusen, com dois golos do eslovaco Milivoje Novakovic, apontados aos 67 e 82.

O Mainz, quinto classificado da Bundesliga, recebeu e bateu o Eintracht Frankfurt, por 3-0, com golos do austríaco Andreas Ivanschitz, aos 26 minutos, e do colombiano Elkin Soto, aos 38 e 44 minutos.

Com esta derrota a formação de Frankfurt fica apenas com dois pontos de vantagem sobre o Borussia Monchengladabach, que ocupa a 17.ª e penúltima posição, e mais cinco do que o “lanterna vermelha” Sant Pauli (18.º, com 29 pontos).

O Hamburgo foi surpreendido em casa pelo Friburgo, por 2-0, com dois golos do senegalês Papiss Demba Cissé, aos 16 e 88 minutos, e trocou de posição com o seu adversário desta tarde, que ascendeu ao sétimo posto.

O Estugarda, que nesta ronda ascendeu do 13.º aos 12.º lugar, foi ao recinto do Hoffenheim (9.º) vencer por 2-1, recuperando de uma desvantagem alcançada cedo por Peniel Mlapa, aos 14 minutos.

Os golos do Estugarda surgiram apenas na segunda parte, e em apenas cinco minutos, por Jerónimo Cacau, aos 63, e pelo sérvio Zdravko Kuzmanovic, aos 68, na conversão de uma grande penalidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.