O presidente da Liga Alemã de Futebol (DFL) afirmou que a quarentena imposta ao Dresden, da II liga alemã, devido a casos positivos de covid-19, não coloca em causa o retomar do futebol no país.

“Isto não justifica colocar em causa a época inteira. Sempre ficou claro que uma situação destas podia acontecer, estamos apenas no início do reinicio”, disse Christian Seifert, em declarações ao canal televisivo ZDF.

O Dresden, da II liga alemã de futebol, vai entrar em quarentena, após dois novos casos de covid-19 no plantel, e irá falhar o regresso à competição frente ao Hannover, em 17 de maio, anunciou o clube.

O último classificado da II Bundesliga, que registou um caso em 03 de maio, acusou mais dois jogadores infetados nos últimos testes, que por questões de privacidade não foram identificados, pelo que todo o plantel terá de ficar 14 dias em casa.

No entanto, Christian Seifert revelou que teme que novos casos de infeção do novo coronavírus possam colocar em causa a tentativa de acabar a temporada.

“isto pode atingir um nível em que não é possível jogar mais”, afirmou, explicando que um dos aspetos a ser analisado no futuro é “quanto tempo falta para terminar a temporada”.

A Liga alemã revelou na quinta-feira que registou 10 casos positivos entre 1.724 jogadores e funcionários testados nos 36 clubes das duas primeiras divisões (Bundesliga e II Bundesliga) nas duas primeiras rondas de testes.

A Bundesliga é o primeiro grande campeonato europeu a retomar a competição desde que a pandemia de covid-19 obrigou à suspensão, com jogos à porta fechada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.