O encontro entre o Union Berlim e o Wolfsburgo, da Liga alemã de futebol, foi hoje interrompido por duas vezes, pelo comportamento dos adeptos da equipa local que exibiram faixas a criticar o dono do Hoffenheim, Dietmar Hopp.

No sábado, na receção do Hoffenheim ao heptacampeão alemão Bayern Munique, o árbitro foi obrigado a interromper o encontro várias vezes por motivos semelhantes, com os adeptos bávaros a visarem igualmente Hopp.

Hoje, no Estádio An der Alten Försterei, para além do dono do Hoffenheim, também a Federação Alemã de Futebol (DFB) foi criticada nas faixas exibidas, uma situação que levou igualmente o árbitro Bastian Dankert a parar o desafio por duas vezes, com os jogadores a recolherem temporariamente aos balneários.

Os responsáveis do Union Berlim apelaram ao fim das manifestações nas bancadas e o ‘capitão’ dos anfitriões, Christopher Trimmel, deslocou-se mesmo à zona do protesto para falar com os adeptos, tendo o jogo, que terminou empatado a dois golos, sido retomando instantes depois.

Os protestos dos adeptos alemães contra Dietmar Hopp não são inéditos, mas agravaram-se quando a DFB proibiu os apoiantes do Borussia Dortmund de assistirem aos jogos da sua equipa no reduto do Hoffenheim nas próximas duas épocas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.