Vítor Baia, que falava à margem de uma acção da fundação a que preside no Hospital de São João, no Porto, recordou "o grande atleta" que Enke foi, sublinhando: "Neste momento, pouco há que se possa dizer".

"Sinto muito o que se passou e aproveito este momento para lhe prestar a minha homenagem", referiu Vítor Baia, que ao longo da sua carreira, embora não tendo privado directamente com Enke, defrontou-o várias vezes.

Robert Enke, guarda-redes titular da selecção da Alemanha, foi colhido mortalmente terça-feira por um comboio nas imediações da sua casa de Hannover, tendo deixado um bilhete de despedida, o que aponta para uma acção de suicídio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.