O Zamalek aproximou-se, este domingo, de uma final que poderá ser 100% egípcia na Liga dos Campeões africanos de futebol, ao vencer fora os marroquinos do Raja Casablanca por 1-0, na primeira mão das meias-finais.

O ‘carrasco’ dos anfitriões, que somam três títulos continentais (1987, 1997 e 1999), foi, curiosamente, um jogador marroquino, o avançado Achraf Bencharki, autor do único tento do encontro, aos 18 minutos.

O Zamalek, que recebe o Raja Casablanca no sábado, procura o sexto centro africano, depois dos conseguidos em 1984, 1986, 1993, 1996 e 2002.

No sábado, os também egípcios do Ah Ahly, recordistas de vitórias na prova, com oito títulos, o último em 2013, deram um passo ainda maior rumo à final, ao vencerem fora os marroquinos do Wydad, campeões em 1992 e 2017, por 2-0.

Mohamed Magdi Kafsha, logo aos quatro minutos, e o tunisino Ali Maaloul, aos 62, de grande penalidade, apontaram os tentos do Al Ahly, num jogo em que Badi Aouk falhou, aos 43, uma grande penalidade para os locais.

A formação egípcia recebe o Wydad na sexta-feira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.