A Alemanha e o Chile não foi para além de um empate 1-1 no segundo jogo da fase de grupos da Taça das Confederações. Em Kazan, as duas favoritas à passagem mediram forças num encontro onde o vencedor tinha passagem direta para a próxima fase.

A partida começou de feição para os chilenos que viram Alexis Sánchez regressar da melhor forma à seleção. O jogador do Arsenal não esteve no primeiro encontro, mas precisou apenas de seis minutos para bater Ter Stegen.

Em vantagem, o Chile ia dominando a Alemanha que tinha dificuldade perante a velocidade dos chilenos. Em termos de construção, os germânicos não conseguiam impor-se perante o meio-campo da equipa adversária.

Antes do intervalo, os germânicos reduziram por intermédio de Stindl para levar o encontro igualado para o intervalo depois de 45 minutos de grande nível de futebol que não se manteve no segundo tempo.

Com efeito, os segundos 45 minutos mostraram duas equipas apáticas sem grande vontade de vencer. A Alemanha esteve perto do segundo por duas ocasiões enquanto o Chile dependia de Alexis Sánchez e Vargas para criar algum perigo. A 15 minutos do fim o cansaço tomou conta dos jogadores que, apesar de ainda tentarem atacar, iam mantendo um ritmo lento como que contentes com o resultado.

Com este resultado as duas equipas entram para a última ronda da fase de grupos com oportunidade de garantir a passagem. O Chile vai defrontar a Austrália enquanto a Alemanha tem encontro marcado com os Camarões. Recorde-se que, com este empate, o primeiro lugar ainda fica em aberto para as quatro equipas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.